Fruto de seu trabalho único, de cunho social e sem fins lucrativos, a Creche Amadeu Barros Leal vem sendo reconhecida e mencionada em documentos, publicações e eventos. Clique abaixo para ler algumas dessas menções.

Beacon of hope

A Creche Amadeu Barros Leal foi tema da exposição Beacon of Hope, da fotógrafa britânica Trish Grant. A exposição buscava mostrar aspectos da vida brasileira, e segundo a fotógrafa, que se impressionou com “o senso de comunidade brasileiro e a sua recusa em desistir diante das adversidades”, a Creche Amadeu Barros Leal ilustra o bom trabalho que muitas vezes passa despercebido aos olhos dos brasileiros.

Nota sobre doação à Creche

Nota publicada sobre uma generosa doação feita pelo Centro Acadêmico de Direito da FAMETRO, que reconhece o trabalho desempenhado pela Creche Amadeu Barros Leal como sendo de “assistência social e educacional à crianças carentes, na faixa etária de 0 a 6 anos de idade”.

Convênio MJ n. 20/2006

Convênio com o Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça, que reconhece o trabalho da Creche Amadeu Barros Leal como visando a “proporcionar o estímulo das manifestações de interesses cognitivos, a auto-estima e as potencialidades lúdicas de aproximadamente 100 crianças, boa parte filhos de detentos

_dsc6630

Children born in prison

Carta aberta (em inglês) endereçada à comunidade britânica, intitulada “Children Born in Prison in Brazil: Serving Their Mother’s Sentence”, ou “Crianças nascidas em prisão: cumprindo a sentença de suas mães”. Segundo este documento, o que torna o trabalho da Creche Amadeu Barros Leal realmente único “é que se trata de uma instituição sem fins lucrativos, administrada com o apoio da comunidade, tornando possível empregar professores e assistentes infantis”. Além disso, ele reconhece que “trata-se também do único projeto deste tipo no país, e a única creche instalada no exterior de uma prisão e que não pertence ao sistema carcerário”.

Criancas nascidas em prisão

Carta aberta (tradução ao português) endereçada à comunidade britânica, intitulada “Children Born in Prison in Brazil: Serving Their Mother’s Sentence”, ou “Crianças nascidas em prisão: cumprindo a sentença de suas mães”. Segundo este documento, o que torna o trabalho da Creche Amadeu Barros Leal realmente único “é que se trata de uma instituição sem fins lucrativos, administrada com o apoio da comunidade, tornando possível empregar professores e assistentes infantis”. Além disso, ele reconhece que “trata-se também do único projeto deste tipo no país, e a única creche instalada no exterior de uma prisão e que não pertence ao sistema carcerário”.